Ações-De-Vendas-Criativas

As 3 melhores ações de Vendas Criativas

As ações de vendas criativas ganham cada vez mais espaço em um mercado altamente competitivo e, sem dúvida, ficam registradas na memória do público

Sabe qual é uma das principais vantagens de criar ações de vendas realmente criativas e cativantes para o público?

A forma com que isso se consolida e se solidifica na memória do seu consumidor.

Quem foi criança ou cuidou de crianças nos anos 90 deve lembrar o que era ir ao mercado e competir com Tazo ou Kinder Ovo.

A cada nova propaganda todo mundo já ficava de olho para fazer jogar com o Tazo ou para completar mais uma coleção de bichinhos divertidos.

Assim, o que era um módico brinde ficou registrado no imaginário coletivo de milhões de crianças e de famílias.

E melhor: ficou registrado como algo indissociável do produto que precisava ser adquirido para, então, ter os momentos de diversão.

Esses dois exemplos caracterizam muito bem o formato das ações de vendas criativas.

E, apesar de terem sido planejados por duas empresas gigantes do ramo alimentício, geram algumas considerações para empresas de qualquer porte:

  • Crie valor sobre o que você vende – o que você comercializa não é um produto, apenas, é uma memória, um momento, uma tradição familiar;
  • Engaje pessoas a partir de propostas honestas – siga o bom exemplo do Kinder Ovo e do Tazo, que deixam logo explícito que são artigos colecionáveis.

Ações de vendas criativas: as boas práticas que conquistaram o mercado

Conheça algumas ações de vendas criativas e entenda como um bom planejamento pode alcançar mais clientes para o seu negócio!

1 – Dia do Beijo, Quem Disse, Berenice?

A Quem Disse, Berenice? é uma marca de produtos de beleza voltada para maquiagem e perfumaria, participante do Grupo O Boticário.

Ainda em 2012 a marca criou uma das maiores ações de vendas criativas do mundo da perfumaria em pleno Dia do Beijo, celebrado em 13 de abril.

A proposta, simples, levou milhares de consumidores às lojas da recém inaugurada franquia com uma proposta um tanto inusitada.

Bastava preencher, online, um formulário simples e ir até a loja selecionada na data marcada com um batom de qualquer marca, em qualquer estado de uso.

Lá, em troca do batom antigo, já usado, o cliente ganharia um novo, da nova marca do grupo que já é um gigante no mundo da perfumaria.

Prejuízo? Desperdício? Nada!

Foi uma forma genial de atrair novos consumidores para uma nova marca de cosméticos e, além disso, criar uma grande tradição em relação à data.

2 – Uma das ações de vendas criativas campeãs: Bacio di Latte

Formada por italianos apaixonados pelo Brasil, a Bacio di Latte chegou por aqui em 2011, mas já conquistou o coração dos amantes do tradicional sorvete italiano, o gelato.

Em 2019, usando uma ferramenta de chat automático em mídias sociais, distribuiu nada mais nada menos do que 3 toneladas de gelatos gratuitamente, em uma ação dedicada ao dia dos namorados.

Para participar, bastava gerar um cupom através do chat e criar uma mensagem fofinha entregando um gelato à pessoa amada.

Mais de um milhão de pessoas foram impactadas pela ação.

3 – Halloween do Burguer King

O Burger King nunca perde uma oportunidade de alfinetar seu maior concorrente, o McDonald´s. No Halloween, a rede convocou o público para ir até as lojas da franquia vestido de palhaço em todo o Brasil para comer um hambúrguer sem pagar.

A marca avisou em suas redes sociais: “venha para o BK fantasiado como palhaço e pegue seu Whopper grátis.” O Marketing provocativo também ocorreu na Black Friday, quando o BK ofereceu um balde de batatas fritas em resposta ao refil grátis da concorrente. 

Por outro lado, a franquia argentina da rede amenizou essa competição durante o McHappy (o McDia Feliz dos portenhos). No dia 10 de novembro, enquanto o McDonald´s da Argentina destinava toda a renda do Big Mac para ONGs, o Burger King se recusou a vender o Whooper e ainda direcionava os clientes para a loja do concorrente.

Mas se o foco é criar ações de vendas criativas, por que tudo é feito de graça?

A resposta é simples: o consumidor pode ser apresentado à sua marca de muitas formas e a mais cativante é quando ele percebe que há algum ganho significativo ao manter essa relação.

Assim, marcas do mundo todo se esforçam para criar ações de vendas criativas que realmente gerem valor ao cliente, seja ele como for.

Portanto, vale distribuir sorvete, batom ou brindes dentro de alimentos? Vale.

Mas sabe o que vale mais?

Gerar, realmente, um impacto positivo sobre a vida das pessoas.

A Quem Disse, Berenice? não apostou, somente, em dar batons. Apostou em uma logística que também tem uma grande pegada ambiental: dar fim correto ao lixo.

A Bacio di Latte não criou, apenas, um momento para dar sorvetes: apostou em fortalecer vínculos amorosos, em pleno dia dos namorados.

A ação de Halloween do Burguer King, não foi apenas uma brincadeira, foi uma forma de se posicionar no mercado e atingir diretamente as vendas do concorrente, fortalecendo a marca.

Assim, lembramos:

  • Gerar impacto é essencial para que a ação de venda criativa se torne um momento importante para o seu consumidor;
  • Vá além da venda pela venda, do dar pelo dar. Crie um motivo que impacte positivamente na vida do seu cliente.
0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *